QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS CONHECIMENTOS, HABILIDADES, ATITUDES E VALORES QUE OS MEMBROS DA EQUIPE DE GESTÃO DO CONHECIMENTO (GC) DEVEM TER?

Os membros da equipe de GC devem ter conhecimentos e habilidades para:  1) atuar na área de especialização da empresa. Em uma empresa de engenharia, por exemplo, a presença de engenheiros na equipe de GC é fundamental; 2) trabalhar como facilitador. A equipe de GC deve contar com membros capazes de atuar como facilitadores de reuniões e conversas com funcionários da empresa para, por exemplo, capturar lições aprendidas em projetos.  É preciso escolher pessoas com habilidade para atuar como facilitadores e capacitar outros membros da equipe para exercer esta função; 3) organizar o conhecimento organizacional. A equipe de GC precisa de profissionais capazes de organizar o conhecimento explícito. A GC está relacionada com a transferência do conhecimento entre as pessoas por meio comunicação, mas também com a gestão de conteúdo. Dessa forma, é necessário ter na equipe pessoas com experiência na área de gestão da informação, gestão de conteúdo e biblioteconomia. Tais membros da equipe de GC serão responsáveis por tratar de assuntos como metadados, taxonomia, gestão do ciclo de vida de documentos, gestão de registro. Tudo isso é importante para a preservação da memória institucional. Para exercer estas funções, profissionais com experiência prática nestes assuntos desempenharão papel de grande relevância; 4) gerenciar a mudança da cultura organizacional.  Entre os membros da equipe de GC é necessária a presença de alguém capaz de sensibilizar funcionários e gerentes para a importância da GC na etapa inicial de implementação. Caberá a este profissional ajudar o gerente de GC a “vender” a ideia na organização. Além disso, ele apresentará também, em eventos internos e externos, os resultados alcançados com a implementação da GC. Este membro da equipe terá um papel importante na mudança da cultura organizacional que é um dos aspectos mais importantes da implementação da GC.  Para criar uma cultura favorável à GC, a equipe precisará ser capaz de se comunicar com eficácia para influenciar a maneira de pensar dos funcionários por meio de capacitação, mentoria e coaching; 5) escrever bons textos. Os processos de captura e elaboração de ativos de conhecimento (manuais, procedimentos, tutoriais, infográficos, vídeos, podcasts, etc.) estão relacionados à atividade jornalística. Entrevistar funcionários, registrar debates entre pessoas, analisar documentos, resumir textos, apresentar conteúdos fazem parte dos processos de captura e de documentação do conhecimento. Por isso, é importante ter na equipe pelo menos uma pessoa capaz de escrever bons textos e de desempenhar a função de uma espécie de jornalista (não é necessário ter diploma); 6) assessorar a equipe de GC na área de tecnologia da informação (TI). A equipe necessitará de alguém que conhece bem a situação atual da área de TI da organização e que entenda a importância da tecnologia como um dos elementos viabilizadores do modelo (sistema) de GC. Este profissional deve ser capaz de interagir bem com o departamento de TI e de ajudar a definir as tecnologias que servirão de apoio à implementação da GC. Este membro da equipe deve, sempre que necessário, encontrar soluções tecnológicas relacionadas aos processos de GC para propor à área de TI; e 7) gerenciar projetos. Como a GC deve ser implementada como um projeto, a equipe precisará contar com um funcionário com experiência em gerenciamento de projetos para: a) definir as entregas; b) monitorar a execução das atividades; c) gerenciar o escopo do projeto; e d) ajustar o planejamento com base nas lições aprendidas durante a implementação do projeto de GC.

Finalmente, com referência às atitudes e aos valores, os seguintes são importantes para os membros da equipe de GC: a) conhecer profundamente e ter paixão por GC; b) estar familiarizado com a teoria e a prática; c) consultar fontes relevantes para aprender continuamente; d) participar de palestras, congressos, fóruns de debates para se manter atualizado; e) atuar em comunidades de prática (CoPs); e f) demonstrar entusiasmo com a implementação de práticas, técnicas e ferramentas de GC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: